sábado, 20 de setembro de 2014

O que é a bíblia? Parte 20. Questões, questões (por Rob Bell)



Série de reflexões sobre a Bíblia, escrita e publicada originalmente em inglês, no tumblr, pelo próprio autor Rob Bell e sua equipe. (http://robbellcom.tumblr.com/post/66107373947/what-is-the-bible).
Transcrito e adaptado para portugues por Marcus Vinicius Epprecht com autorização do autor. Proibida a reprodução para fins comerciais ou qualquer forma de ganho sobre este texto sem a autorização expressa do autor e do tradutor.
Revisado por Felipe Epprecht Douverny e Fernanda Votta Epprecht.
Publicado em português simultaneamente nos seguintes endereços:





Parte 20. Questões, questões



É sexta-feira (nt. dia da publicação original), o que significa que é hora de uma pergunta:

jangosclone:

Acabei de ler a última sessão de sua série sobre a Bíblia e achei muito convincente. Você pode recomendar qualquer leitura adicional sobre este assunto?

Claro.

N.t. As respectivas edições em português encontradas no mercado nacional estão referenciadas e os demais apenas traduzidos os títulos, de forma literal.

Eu recomendo começar com dois livros de Thomas Cahill . Especialmente se você está cansado, desiludido, tentando se desintoxicar de idéias insalubres e inúteis sobre Deus, Jesus, Igreja, etc, que estão girando em torno de sua mente e coração.
Primeiro,
A Dádiva dos Judeus. Como uma tribo do deserto moldou nosso modo de pensar. Editora Objetiva, 1999.(The Gifts of Jews)
e, em seguida,
O Desejo das Colinas Eternas. O mundo antes e depois de Jesus, Editora Objetiva, 2000.(The Desire of Everlasting Hills).

Se você estiver interessado na história e no pano de fundo das escrituras hebraicas, tente os
livros de Bruce Feiler
Pelos Caminhos da Bíblia - Uma Viagem Através do Antigo Testamento. Editora Sextante, 2002.(Walking the Bible)
e
Onde Deus nasceu (Where God Was Born).
(Ele inclui na parte de trás de cada um deles uma extensa lista de referências. Ouro puro lá.).

No que diz respeito a comentários sobre as Escrituras Hebraicas, há um grande, chamado
Os Cinco Livros de Miriam: Comentário de uma mulher sobre a Torá (The Five Books of Miriam: A Woman´s Commentary on the Torah)
por Ellen Frankel
e também há o
JPS Torah Commentary
e
A Bíblia Como ela Foi
por
James Kugel (Que é incrível).


Agora, um pouco sobre Jesus.
Se é nova para você a ideia de que Jesus era judeu e tudo que ele faz é nesse contexto, eu começaria com
Compreendendo as Palavras Difíceis de Jesus (Understanding the Difficult Word of Jesus)
de
Bivens e Blizzard,
depois
As parábolas de Lucas. Editora Vida Nova, 1995. (Poet and Peasant)
de
Kenneth Bailey,
depois
Nosso Pai Abraão (Our Father Abraham)
de
Marvin Wilson,
e depois
Em Busca de Jesus. Debaixo das Pedras, Atrás dos Textos, Paulinas, 2007.(Excavating Jesus)
de
Crossan e Reed
e depois você vai acabar no
Site de Lois Tverberg


que é carregado com uma visão fascinante.

Se você é um pastor, e é tempo de Natal, nem sequer pensar em pregar sem a leitura de A Libertação do Natal (The Liberation of Christmas) de Richard Horsley.

Se você está se perguntando se Jesus existiu mesmo, posso apresentá-lo a um homem chamado NT Wright? Obtenha um livro de sua autoria com Jesus no título, sente-se em uma cadeira confortável, e se prepare para ser incendiado com verdadeiras pesquisas e insights históricos e inteligentes.

Se você tem perguntas sobre a Bíblia semelhante àquelas com as quais eu estive lidando nesta série, eu recomendo Kenton Sparks em seu excelente livro Palavra Sagrada, Palavra Quebrada (Sacred Word, Broken Word).

Agora, um pouco mais pessoal.

Para mim, o capítulo 3 do livro de Dallas Willard, A Conspiração Divina, Editora Mundo Cristão, 2001.(The Divine Conspiracy) mudou tudo.

O trabalho de Robert Farrar Capon me influenciou de inúmeras maneiras, e eu recomendo começar com O Mistério de Cristo (The Mistery of Christ), e depois As Parábolas da Graça (The Parables of Grace).

Jurgen Moltmann escreveu um livro chamado O Espírito da Vida: uma Pneumatologia Integral. Editora Vozes, 2010.(The Spirit of Life).
Eu ainda estou me recuperando.

O livro de Alexander Shaia O Poder Oculto dos Evangelhos (The Hidden Power of the Gospels) é um espanto.

E então algo de Richard Rohr, eu começaria com O Agora Despido (The Naked Now).
Além disso, algo de Frederick Buechner,
começando por
O Alfabeto da Graça (The Alphabet of Grace),
algo de Abraham Joshua Heschel,
começando com
Eu pedi assombro (I Asked Wonder).

O livro de Barbara Brown Taylor
Deixando a Igreja (Leaving Church) é maravilhoso,
e
o livro de Francis Spufford
Sem Apologética (Unapologetic) é o meu livro do ano.

Eu tenho certeza que eu esqueci alguma coisa .
Espero que isso ajude.
Aproveite.




Nenhum comentário:

Postar um comentário